freios do carro voce sabe da importancia manutencao

Freios do carro: você dá a devida importância para o sistema de frenagem?

A manutenção preventiva nem sempre é levada a sério e realizada à risca pelos proprietários dos veículos. Componentes importantes como os freios do carro, quando negligenciados, protagonizam uma série de altos prejuízos financeiros e podem ser responsáveis por verdadeiras tragédias.

É claro que alguns problemas podem surgir mesmo depois dessas manutenções. Nestas horas, cabe ao motorista estar sempre atento às situações incomuns.

Além disso, sempre que houver uma circunstância atípica, o alerta com a antecedência necessária geralmente irá ocorrer. Mas, para dar-se conta disso, é necessário conhecer bem o comportamento natural do veículo.

A Geração Seminovos preparou este artigo para conversar com você sobre a importância de manter os freios do carro em dia. Veja as dicas e evite colocar aqueles que você ama em risco.

Quais são os itens que compõem o sistema de freios?

O primeiro passo para você conhecer bem o seu veículo, é aprender quais são os 7 componentes do sistema de frenagem e quais, exatamente, são suas funções.

PEDAL

Enquanto dirige, as principais ferramentas do motorista são a direção e os pedais de embreagem, aceleração e frenagem.

O freio do carro – sempre que em movimento – é acionado pelo motorista através do pedal, quase que de forma automática, nas mais diversas situações. 

Imagine o seu funcionamento falhando em um momento em que parada ou desaceleração brusca são necessárias? Caos né?

HIDROVÁCUO (Servofreio)

Conectado ao pedal, o hidrovácuo ou servofreio multiplica a força do freio aplicada pelo motorista, distribuindo-a para todo o sistema de frenagem. Com ele, esse acionamento ocorre com segurança e facilidade, deixando o processo mais natural e sem esforços.

PASTILHAS DE FREIO E LONAS

Peças importantíssimas, responsáveis pela redução gradual da velocidade ao entrarem em contato com os discos. Elas precisam de manutenção constante, não esqueça disso!

FLUIDO DE FREIO

Óleo especialmente fabricado para os sistemas de frenagem, responsável por entregar resistência e elasticidade para acontecer a força necessária de frenagem nas rodas. 

Leve seu veículo a um mecânico especialista para que as trocas e aplicações do líquido sejam feitas corretamente. 

MANGUEIRAS E CANOS

Nenhuma das peças que estamos apresentando são dispensáveis. Mangueiras e canos também precisam da atenção do motorista, uma vez que aguentam as altas pressões que os freios do carro demandam. Aqui, a atuação do fluido é fundamental, evitando rompimentos.

CILINDRO MESTRE

O fluido percorre o caminho até os pistões ou tambores de freio através do cilindro mestre. Uma vez chegando ao destino, esse óleo consegue exercer a força ideal para paralisar o veículo, transformando pressão hidráulica em mecânica.

DISCOS E TAMBORES DE FREIO

Lembra que mencionamos que eles recebem pressão das pastilhas para fazer o carro parar? A boa notícia é que dificilmente discos e tambores de freio irão apresentar problemas. 

Uma dica para saber se há algo errado é conferir se o carro apresenta trepidações.

HÁ UM OITAVO ITEM QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: O FREIO DE ESTACIONAMENTO (OU DE MÃO)!

O desgaste deste item existente em veículos de transmissão manual – -e que trava as rodas traseiras – precisa ser levado em consideração. O freio de mão costuma ser acionado pelos motoristas apenas ao estacionar ou arrancar o carro, né!? Mas, apesar da menor frequência de uso, a manutenção preventiva orientada pelo fabricante é a coisa mais sensata que o motorista pode fazer.

Observe a forma como você utiliza o freio de mão: opere-o suavemente e jamais ande com ele acionado.

Por que a manutenção preventiva é importante?

SEGURANÇA! Sua, de seus familiares e entes queridos e de todos os demais usuários das vias e estradas.

Não espere para ouvir barulhos estranhos. Eles são um pedido latente de socorro do carro, que não deveria estar acontecendo.

Alguns problemas comuns, resultantes da falta de cuidados:

  • Trepidação no volante (sinal de disco de freio empenado);
  • Ferro batendo durante a frenagem (alerta sobre o desgaste das pastilhas de freio);
  • Pedal baixo (pode ser falta de fluido) ou enrijecido (pode ser problema no servofreio);

5 situações nas quais os freios do carro precisarão de manutenção aprofundada

Não é por práticas de mau uso – em grande parte das vezes -, mas em algumas situações extremas, não há como negar, a culpa será toda sua. Por medo de gastar demais, por desinformação. Então, para não deixá-lo sem suporte, elencamos alguns fatos muito frequentes e vamos mostrá-los já para você.

Desgastes naturais do uso

As peças que mais sofrem com os desgastes naturais do uso são as pastilhas e lonas de freio. Porém, muitas vezes, os motoristas esquecem de suas existências.

Sempre que levar o veículo para a revisão, alerte seu mecânico sobre a verificação desses itens e, se for necessário, não hesite em trocá-los.

Escolheu uma oficina que não era de confiança

O famoso “barato que sai caro”, e que não lhe deu garantia nenhuma.

Aí, agora, o jeito é levar até a oficina credenciada e gastar o dobro, ou o triplo do que previa, não é mesmo?

Bem, sempre vamos aconselhar: procure profissionais que sabem o que estão fazendo. Busque indicações, informe-se sobre a reputação e, se possível, escolha a autorizada da montadora.

Será que você deve retificar?

Retífica de discos não é aconselhável por ninguém que entenda o mínimo de sistema de frenagem. Explicamos: além de adiar, você agravará o problema.

Sempre opte pela troca de peças por novas e originais!

Não esqueça de observar o fluido do freio

Alguns especialistas indicam que a verificação do fluido dos freios do carro seja feita a cada 30 dias. Isso para saber se o nível e a consistência estão bons.

A maioria dos motoristas não mantém a frequência. No entanto, essa é uma excelente prática e você pode sim fugir do senso comum.

Você optou por peças não originais

Nós sabemos que os preços podem parecer mais atrativos. Porém,quando uma peça não é desenvolvida para o seu veículo, é provável que você esteja assinando um atestado de estrago. Ao menos, se essa for a sua decisão, procure pela validação através do selo do InMetro.

Precisando trocar o seu automóvel já!? Que tal dar uma passadinha na Geração Seminovos? Temos um catálogo incrível e totalmente online, para você escolher o seu próximo companheiro de estrada.